Com duplicação, BR-153 destrava trânsito e fica mais segura | Notícia | Edinho 15 - Rio Preto Muito Mais!
Com duplicação, BR-153 destrava trânsito e fica mais segura

25 Set

Com duplicação, BR-153 destrava trânsito e fica mais segura

Obras que já entraram na reta final e eliminaram cruzamentos perigosos vão facilitar acesso entre bairros de norte a sul

Com mais de 80% das obras concluídas, a duplicação do trecho urbano em 17,8 quilômetros da rodovia Transbrasiliana (BR-153) está livrando Rio Preto e região de uma série de gargalos. Aos poucos, vão ficando no passado cenas dramáticas de acidentes como os que ocorriam rotineiramente no cruzamento em passagem de mesmo nível na rodovia com a avenida Nossa Senhora da Paz e no acesso ao distrito de Talhado. Trata-se de um conjunto de viadutos, abertura de pistas e passarelas que está acabando com esses obstáculos também em trechos do centro e do sul da cidade, como complemento ao projeto de mobilidade urbana, que inclui anel viário e complexos de viadutos em diversas vias.

Com investimentos estimados em R$ 240 milhões, por meio de recursos do governo federal, a duplicação da BR-153 já possibilitou a liberação dos viadutos do trevo de Talhado, da avenida Nossa Senhora da Paz e rua Coutinho Cavalcanti, Represa Municipal, avenida Murchid Homsi, avenida Augusto Signorini, avenida José Munia e avenida Juscelino Kubistchek. Em fase de acabamento, são sete passarelas. Entre o Tiro de Guerra e o entroncamento da rodovia Washington Luís (SP-310), o trecho que já era duplicado recebeu melhorias, com a construção de um dos viadutos e passarelas.

Enquanto as novas passagens estão sendo liberadas, o trânsito em alguns setores ainda é desviado para a continuidade da duplicação das pistas. Nesses trechos, são colocados dispositivos de redução de velocidade, em razão do excesso de veículos, incluindo centenas de caminhões que transitam diariamente de norte a sul do País, carregados de cargas. Além dos milhares de motoristas que trafegam de passagem pela cidade, moradores de Rio Preto já sentem a diferença, depois de meses tendo de fazer uso de desvios e contornos em pontos considerados mais seguros.

Apesar de atravessar o estado mais desenvolvido do Brasil, a BR-153 apresenta histórico de perigo também no trecho paulista, entre Icém e Ourinhos, incluindo a passagem por Rio Preto, onde a pista adquire características de avenidas ao receber o tráfego urbano. Levantamento do jornal Diário da Região publicado em 2019 explicou em números a fama da estrada que ficou conhecida como “rodovia da morte”. Mostrou que num período de 4 anos, 93 pessoas morreram e 1.628 ficaram feridas em 1.770 acidentes só na região, dados que a colocaram como a mais perigosa da região noroeste.

Essa realidade que sempre levou o prefeito de Rio Preto, Edinho Araújo, a fazer gestões junto ao governo federal, em seguidas audiências no Ministério dos Transportes, desde os tempos de deputado, motivou o governo municipal a insistir numa já antiga batalha junto ao Palácio do Planalto. Preocupado não só em resolver a questão da mobilidade, mas em poupar vidas, o prefeito conseguiu destravar as obras durante a atual administração.

“A duplicação do trecho da BR-153 em Rio Preto é de extrema necessidade a todos os que utilizam essa rodovia federal”, diz. “São mais de 80% das obras concluídas com recursos do governo federal e apoio fundamental do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes Freitas”. O prefeito lembra que “a BR-153 hoje é praticamente uma avenida que corta Rio Preto. As obras trarão mais segurança e fluidez no trânsito”.

Resolvida a questão da BR-153 e com 35 quilômetros de anel viário em funcionamento, outro objetivo é eliminar os gargalos da rodovia Washington Luís, entre Rio Preto e Mirassol. Nesse trecho, a rodovia também funciona como avenida para moradores que se deslocam entre as duas cidades para trabalhar, fazer compras ou a passeio. Trata-se de uma reivindicação antiga do prefeito Edinho Araújo, tema de várias audiências com representantes do governo do Estado, que cogita a construção de terceira faixa nos dois sentidos ou resolver o problema com abertura de avenidas marginais.

Crédito imagem: Triunfo Transbrasiliana encurtador.com.br/kBU36

 

COLIGAÇÃO RIO PRETO MUITO MAIS:

Partidos
Partidos

Site Desenvolvido por
Agência UWEBS Criação de Sites